10 de novembro de 2008

Claro Rio Summer - um luxo a parte!

O evento foi todo muito super! Super lindo, super chique, super hiiiper organizado, super fashionistas, super gente mega elegante, super imprensa, super celebrites, super TUDO de bom!!!

Trabalhei na produção dos camarins e vou contar um pouco do que vi nos desfiles que eu tive contato. Primeiro fiquei impressionada com a organização do evento. Tinha uma bela recepção na entrada e no credenciamento com pessoas lindas e muito agradáveis te dando boas-vindas, o lindo figurino dos recepcionistas, olha que charmosas as meninas com chapéu panamá (uma super tendencia!) a pontualidade das marcas com a pré-produção, com a organização dos camarins, muita gente linda tanto do evento como fashionistas, a grande maioria das pessoas que trabalharam para o evento eram bem solicitas, até estranhei porque eventos assim você presencia vários tipos de ego, e sempre se decepciona com o lado humano de muita gente, e a vista maravilhosa do mar, era encantador, A-D-O-R-E-I!


Aqui está Nizan Guanaes, idealizador do evento. Acima era a entrada para as salas de desfiles e um dos lounges, onde passava os desfiles ao vivo para quem não quisesse ficar dentro da sala, e ainda podia ficar bebericando uma cervejinha.

O primeiro desfile que abriu o evento foi de Carlos Miele, que a seis anos não desfilava no Brasil, ele desfila na Semana de Moda de Nova York. Na foto ele está ali no cantinho conversando com amiguinhas.

Antes do desfile, começou a chover e as araras já estavam no pátio para começar o troca-troca, jogamos as capas das roupas por cima para proteger, mas tivemos que levar tudo pra dentro de novo porque a chuva começou a ficar "molhada" messsmo. Mas logo passou, uffaa! e ainda abriu um leve solzinho.

A Isabelli é muito linda e querida por todos, antes do desfile ela dá uma atenção para imprensa, junto com Michael Roberts - editor de moda da Vanit Fair.



As roupas estavam lindas, comerciais mas muito sofisticadas. Adorei os blazers listrados e os vestidos com detalhes em fuxico, uma caracterísca marcante de Carlos Miele.



No desfile da Salinas fiquei encantada com o styling, nós que trabalhamos com produção de moda somos suspeitas a dizer, mas estava muuuiiiito criativo. Os acessórios, colares, pulseiras e cinto foram feitos com palito de picolé, plástico e miçangas, ficou uma obra de arte, deu muita vida aos biquinis, que eram normalzinhos. Pintaram os palitos, deixaram bem coloridos, fizeram flores, torceram pedaços de plásticos daqui e dali, e bordaram miçangas, ficou um luxoo! O styling foi de Hiluz Del Priore e Pedro Salles.













Barbara Berger antes no camarim e depois no desfile!

Acima, os looks antes do desfile, tirei escondidinho pq não podia fotografar nadaaa, mas como é para o bem e conhecimento de nós, amantes da produção, arrisquei rapidinhoo.

Para completar a produção os chapéus gigantes arrematavam os looks. Maravilhoso!

O styling do desfile da Iódice foram óculos escuros esportivos, luvinhas e polainas de neoprene que contrastou com looks transparentes e escoaçantes, muito chiques. O neoprene deu um toque futurístico, tendência que vem da Balenciaga, esportivo e sexy! Ficou um arrasooo!!




Quem estreiou muito bem nas passarelas foi a Trya, arrasou na coleção que estava colorissima e eu amooo cores!, no styling e no make. O styling foi de Felipe Veloso que usou braceletes e acessórios dourados para glamourizar ainda mais a coleção. O make também era todo colorido e ficou ótimo, sem ficar over.

O desfile da Cia Marítima também foi um luxo! Os biquinis tinham modelos bem diferentes, com detalhe de correntes, pessaaaaadas e saídas-de-praias de renda. O Daniel Ueda, stylist, um fofo gente, fez o styling com muitas correntes de prata, váaarios colares e pulseiras. Olhando de perto no camarim você vê aqueele excesso mas tudo harmonioso, na passarela ficou pequenininho.

O styling da Blue Man não gostei, achei os acessórios feios e muito pequenos na passarela. Ficou bem riponga, pobre!

O desfile da Totem estava muito bacana, no styling, os brincos eram parecidos com aquelas arvorezinhas de pedras, as pulseiras e colares também de pedras, só que maiores, ficou um luxooo. Bolsas de crochê rústicas e o chapéu panamá deram o toque final aos looks que teve os anos 70 como inspiração. A maioria das roupas eram de linho e viscose que permitiam toda a elegância no caimento das peças. Os vestidos longos, coletes, macacão, pantalonas e cintura alta eram peças-chaves da coleção bem bohemia da Totem. Chiquérrimo!

Por Vivian Flores

1 comentário:

Camila disse...

Lindoooo blogger xiquerrimooo !!! :*